Avaliações de clientes

Avaliado no Brasil em 3 de julho de 2020
É um prato cheio pra quem curte palestras de coach, PNL e aberrações afins. Quem não gosta vai se deparar com um monte de nome de gente famosa, muitas frases de efeito e diversas repetições de frases medonhas dizendo que “nome importante” era um essencialista. Sobra até pra Gandhi e Martin Luther King, que, segundo o autor, foram essencialistas, tudo sustentado pela manipulação de algum feito ou evento da vida destas personalidades para se encaixar na ideia rasa e vaga que o autor fala sobre no capítulo. Além disso, você vai encontrar a palavra “deliberado” e suas variações em cada página do livro, entre outras ideias que se repetem inúmeras vezes. Leitura totalmente dispensável. Livro escrito unicamente pra fins de ganhar dinheiro por ser de um Zé famosinho no vale do silício.
41 pessoas acharam isso útil
Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
4,8 de 5
9.122 classificações globais