Avaliações de clientes

1000 PRINCIPAIS AVALIADORES
Avaliado no Brasil em 10 de julho de 2020
Em "Flashpoint", Geoff Johns explora um pouco mais a ideia de 'força de aceleração' e viagem no tempo do Flash e constrói uma história interessante, que viria a gerar alguns desdobramentos e novas possibilidades tanto para as histórias do Barry Allen (como pôde ser visto, inclusive, na série da WB) quanto para o Universo DC como um todo. Na história, Barry desperta um dia e percebe que não tem mais seus poderes e que sua mãe está viva! Na busca por uma explicação, o herói percebe que muitas outras coisas estão diferentes nessa nova realidade e que talvez um velho amigo tenha as respostas que ele procura. Mas será que esse "velho amigo" é realmente quem Barry pensa que ele é? O roteiro é bem escrito e dinâmico, com sacadas bem interessantes pra história; a arte do Kubert é boa (nada fenomenal). [spoiler: um acontecimento secundário na trama gerou uma ótima história do Batman, realizada por Brian Azzarello e Eduardo Risso, "Cavaleiro da Vingança".] Vale a leitura.
1 pessoa achou isso útil
Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
4,8 de 5
1.752 classificações globais