Avaliações de clientes

Avaliado no Brasil em 10 de julho de 2019
Nesse livro, Marx expõe alguns fundamentos de sua dialética materialista e histórica. Analisando as lutas de classes ocorridas na França entre 1848 e 1852, Marx apresenta sua concepção de que a história se repete, na primeira vez como tragédia, e na segunda como farsa, analisando a forma com que Luís Bonaparte, sobrinho de Napoleão I, se mantivera no poder, tal como seu tio, no "18 Brumário".
No que tange a tradução, como de usual, a Boitempo fez um excelente trabalho. Traduzido do alemão por Nélio Schneider. As páginas são amareladas, além de que o livro inclui um índice onomástico sobre as personalidades citadas por Marx, que nem sempre são conhecidas. Há ainda, um prólogo escrito por Herbert Marcuse, além de uma cronologia resumida de Marx e Engels.
9 pessoas acharam isso útil
Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,9 de 5 estrelas
4,9 de 5
319 classificações globais