Avaliações de clientes

Avaliado no Brasil em 13 de janeiro de 2018
Uma hq para proporcionar, especialmente em leitores contumazes, o prazer de uma história inovadora e desafiadora deve conter, além de uma história bem contada, uma arte que nos pegue, que nos prenda e desperte para manter o interesse na narrativa em alta. Em Flashpoint o já consagrado Geoff Johns nos traz um argumento inovador e, como deve ser uma boa narrativa, repleta de reviravoltas e surpresas que, aliado à arte do "monstro" Andy Kubert, filho de Joe e irmão de Adam Kubert, nos enche os olhos, numa arte que engrandece e não permite que tiremos os olhos da obra. Além destes aspectos, que por si só já concedem ares de clássico à hq, não podemos nos esquecer da trama inteligente e incrivelmente inovadora, trazendo uma tendência ou premissa que atualmente quase se constitui em uma obrigação na escrita dos roteiros atuais, a de infringir tensão extrema na vida dos Super heróis, quase que fundindo suas mentes e respingando em suas existências, o que, em meu entendimento, concede grandeza, humanidade e polidez à personalidade destes. Isto é Flashpoint! Recomendo e, inclusive, a situo como indispensável aos amantes de uma boa hq.
8 pessoas acharam isso útil
Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
4,8 de 5
1.753 classificações globais